A repertorização homeopática na COVID-19

A repertorização homeopática na COVID-19

A repertorização foi o tema abordado pelo Dr. Cláudio Araújo, na sétima aula da capacitação para a campanha homeopatia na COVID-19. Disponível para os médicos voluntários, no canal do YouTube. Nessa aula, Dr. Claudio elenca os pontos fundamentais para o sucesso da individualização do tratamento. Juntamente com a aula, foi disponibilizado a repertorização completa da COVID-19.

Por meio da explicação, é possível ter os princípios da repertorização da doença, chegando-se a individualização do tratamento do quadro agudo.

<<LEIA TAMBÉM: Aula sobre sintomas agudos para o enfrentamento ao Covid-19>>

A repertorização da COVID-19 e o tratamento individualizado

Partindo dos sintomas gerais da epidemia, tem-se a repertorização completa da COVID-19. Chegando-se ao grupo dos remédios do gênio epidêmico, os quais cobrem todos os sintomas patognomônicos, da atual epidemia.

O gênio epidêmico da COVID-19, é um grupo de remédios que são capazes de produzir o quadro dessa doença aguda. Portanto para o tratamento do paciente agudo, é necessário encaixá-lo no grupo de sintomas gerais da epidemia.

Por meio da repertorização já realizada da COVID-19, não é necessário buscar novamente em um grupo de pacientes, os sintomas gerais, raros e peculiares e por fim os patognomônicos da enfermidade. Desse modo, é possível economizar tempo para o início da instalação da terapêutica.

<<LEIA TAMBÉM: AMB – Associação Médica Brasileira na COVID-19>>

Para repertorização é fundamental a modalização dos sintomas

Desse modo, durante a anamnese do paciente, é primordial buscar os sintomas da repertorização anterior, além das modalidades específicas. E com isso, evidenciar o que o paciente requer, por meio da observação dos sintomas. É possível diferenciar os pacientes de COVID-19, que precisam do uso de Arcenicum Album, de Bryonia ou de Phosphorus, por exemplo. 

O próprio paciente irá indicar, qual o medicamento do gênio epidêmico da COVID-19, é o adequado para ele, por meio dos sintomas gerais e particulares, além das modalidades. 

Além disso, saber de que modo o paciente se sente melhor, também auxilia no direcionamento da escolha dos medicamentos da repertorização. Perguntar o que agrada o enfermo, se esse se sente melhor com banho quente, ou frio. Qual temperatura prefere seus alimentos e líquidos. Se manifesta diarreia, qual o tipo dessa, entre outros.

<<LEIA TAMBÉM: Os medicamentos na COVID-19 – Campanha Homeopatia na Covid>>

A partir da repertorização, pode se escolher entre os medicamentos do gênio epidêmico da COVID-19

Enfim, uma rica quantidades de perguntas durante a anamnese,  torna possível o médico homeopata trabalhar em cima das repertorizações do COVID-19,  esclarecendo as dúvidas, para que se possa instalar um tratamento individualizado.

O medicamento dos pacientes de COVID-19, precisam sair desse grupo do gênio epidêmico. Além do destaque que o homeopata deve dar na modalização do quadro agudo.

Em conclusão, com o uso da repertorização do COVID-19, é possível reduzir muito o número dos prováveis remédios ao uso na epidemia e acima de tudo, conseguir particularizar cada caso. Desse modo, é viável essa repertorização nos casos de COVID-19.

Para participar da campanha homeopatia na COVID-19 acesse: https://homeopatianacovid.com.br/

Deixe uma resposta